13/12/2018

PublishNews e a lista de mais vendidos

O ranking dos best-sellers é feito em seis categorias



Final de ano, clima natalino, momento de festividades. Hora de olhar para o ano que passou, rever as conquistas e preparar as resoluções para o novo ciclo que se inicia. Eis que surgem as famosas listas, com o objetivo de enumerar diversos interesses. Criadas desde o início do ano ou não, elas abordam os mais variados temas: listas de lugares para visitar, de filmes lançados, de 5 filmes da Netflix para assistir no Ano Novo. Para os leitores, os melhores tipos de lista são as listas literárias. 


O PublishNews, maior portal de notícias sobre o mercado editorial, é responsável por uma das mais importantes listas da indústria brasileira do livro: a de mais vendidos. Ela é considerada a mais completa do país e foi realizada pela primeira vez em setembro de 2010. Desde então, é publicada toda sexta-feira. Lá são seis categorias (Geral, Ficção, Não Ficção, Autoajuda, Infantojuvenil e Negócios, com 20 livros cada uma) e existe um ranking de editoras (que é resultado do número de títulos que cada editora ou selo coloca no mercado).

O ranking dos best-sellers é feito a partir da soma das vendas de todas as livrarias consultadas pelo portal (Saraiva, Leitura, Lojas Americanas, etc). Cada título é considerado apenas em uma categoria, fora a geral. Portanto, livros de negócio não se misturam com a lista de não ficção. Já livros em domínio público não têm suas vendas somadas.


A lista de mais vendidos de 2018 ainda está em constante atualização. A de 2017, porém, já está finalizada. Inclusive, o livro do mês, O conto da Aia, de Margaret Atwood, marcou presença na lista do ano passado, ocupando a 16ª posição da categoria Ficção, com 17.629 exemplares vendidos. Encabeçaram essa lista os títulos: Outros jeitos de usar a boca, de Rupi Kaur, com 77.052 exemplares, o que garantiu à obra o terceiro lugar; Origem, de Dan Brown, em segundo lugar, com 121.160 livros vendidos; e O Homem mais inteligente da história, de Augusto Cury, que levou o primeiro lugar, com 131.062 vendidos.


No pódio dos mais vendidos de Não Ficção de 2017 encontramos: Crer ou não crer, parceria de Pe. Fábio de Melo e Leandro Karnal, que vendeu 65.434 cópias e ocupou o 3º lugar; Rita Lee - uma autobiografia, de autoria da própria cantora, conquistou o 2º lugar com 98.083. E no topo da lista, Sapiens, de Yuval Noah Harari, com 134.232 livros vendidos.

Já na categoria de Autoajuda, o bronze foi para Propósito, de Sri Prem Baba, que vendeu 119.837 livros. O poder da ação, de Paulo Vieira, foi prata com 127.664 cópias. Pe. Reginaldo Manzotti levou ouro com seu livro a Batalha Espiritual, vendendo 138.156 exemplares.


Felipe Neto, R.J. Palacio e Larissa Manoela foram os autores que mais venderam na categoria Infantojuvenil. Larissa vendeu 70.708 cópias do livro O Mundo de Larissa Manoela, ficando em 3º lugar. R.J Palacio e seu Extraordinário ficaram em 2º lugar, vendendo 74.945 livros. Felipe Neto e as 110.040 cópias vendidas da sua obra autointitulada levaram o 1º lugar.

Na categoria Negócios, Os segredos da mente milionária, de T. Harv Eker, ficou em 1º lugar, com 60.630 livros vendidos. Logo depois, Qual é a tua obra?, de Mario Sergio Cortella, que vendeu 40.845 exemplares. E no 3º lugar, Go Pro - 7 passos para se tornar um profissional do marketing de rede, de Eric Worre, vendeu 36.704 cópias.


Para a lista Geral de mais vendidos, o próprio PublishNews faz uma análise das suas categorias. O homem mais inteligente da história ficou em 3º, Sapiens em 2º, e Batalha espiritual garantiu o 1º lugar.

Vale dizer que essas listas não são um espaço para criar concorrência entre autores e títulos, mas sim uma forma de analisar hábitos de consumo, números de vendas, resultados de editoras e servir como uma referência para livreiros brasileiros. Por exemplo, o número de vendas de uma obra pode crescer em paralelo ao seu equivalente no audiovisual.

O conto da Aia, em relação à lista do ano passado, subiu 5 posições e chegou ao 11º lugar na lista parcial de mais vendidos de ficção de 2018. Até a última atualização, Margaret Atwood vendeu 54.231 exemplares em terras brasileiras. Não se pode esquecer que 2018 foi o ano de estreia da segunda temporada da série The Handmaid's Tale, baseada na obra de Margaret. A série ganhou o Emmy 2017 de Melhor Série Dramática, o que chamou ainda mais atenção ainda para o livro.


No Clube de Dezembro, teremos um debate aberto sobre O conto da Aia, em que falaremos sobre as personagens, o feminismo, resistência e, claro, os motivos que levaram esta delicada obra à lista dos mais vendidos. Para mais informações sobre o livro e o encontro, confira aqui.


15/dez – 15h
Livraria Leitura (São Luís Shopping)
ENTRADA GRATUITA
Marque presença no link do evento
Para rever o cronograma de leituras de 2018, aqui


CLUBE DO LIVRO MARANHÃO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
DESIGN E DESENVOLVIMENTO POR SOFISTICADO DESIGN.