26/05/2015

No raiar de um novo dia

Esqueço os sons...
Noturnos e nevoentos
Da noite outonal infinda
***
Prefiro esquecer tudo...
Do vago lamento, lento...
E sonolento!
Na noite insone anterior
***
E quando o sol raiar...
Anunciando um novo dia...
Com suas infindas possibilidades...
Vou atravessar sozinho o madrigal!
Nessa hora ignota...
Sofro todas as dores do mundo
***
Quando novo o dia raiar
Com seu céu sem nuvens
Atravesso o campo
E esvaeço no madrigal...

Samuel da Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos a sua participação.
Seja bem-vindo e volte sempre!
Quer comentar e não tem conta?!
1- Escolha a opção Nome/URL
2 - No espaço Nome coloque seu nome ou seu apelido
3 - No espaço URL coloque o link do seu site, blog, vlog, tumblr... (não é obrigatório).


CLUBE DO LIVRO MARANHÃO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
DESIGN E DESENVOLVIMENTO POR SOFISTICADO DESIGN.